Zezé Motta apresenta ‘Divina Saudade’ no Imperator

zeze motta

O show é uma humilde e generosa homenagem a Elizeth Cardoso, que começou a carreira como Elisete e trabalhava como taxi-girl de dancing. A cantora superou a fase ruim, sem queixas, e se transformou na Elizeth, uma das maiores intérpretes brasileiras.

Zezé e Elizeth têm muito em comum, são cantoras, mulheres, negras, brasileiras, ambas mergulharam numa espécie de underground da vida musical carioca, emergiram e venceram num país que ainda o machismo e racismo estão presentes.

É um espetáculo da melhor música popular brasileira, num período de ouro, onde o beco das garrafas era ponto de encontros de artistas e não de traficantes, e principalmente a uma espécie rara que vive para isso: A perpetuação de sua obra.

“Eu queria fazer algo novo, um trabalho que fosse um marco na minha carreira de ‘cantriz’. Um dia acordei e vi na minha estante o livro ELIZETH A DIVINA, de Sérgio Cabral, que eu havia lido há um ano atrás. Me lembrei da emoção que foi encontrar com ela, em um show dirigido por Hermínio Bello de Carvalho, em homenagem a Herivelton Martins. Durante o ensaio conversei com Elizeth, e senti total afinidade, além de algumas coincidências, como signo, carisma, etc…. Eu sabia que a Divina tinha feito uma trajetória pautada por um cuidado excepcional, com seu repertório, e que homenageá-la seria assumir a grande responsabilidade de interpretar um time de iluminados da MPB, tais como: Pixinguinha, Cartola, Baden Powell, Haroldo Barbosa, Tom Jobim, Vinícius de Moraes e outros tantos. Homenagear essa diva, que muita saudade deixou, acabou virando um grande projeto em minha vida, pois com o show e o CD DIVINA SAUDADE, vou estar também homenageando as grandes divas negras de Jazz nas quais ela se inspirou. ” Zezé Motta

Serviço

Zezé Motta – Divina Saudade

Data: 08/03, às 18h
Local: teatro Imperator
Ingressos: Plateia inferior e balcão: R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia)

In this article